Olá, Visitante. Por favor entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?

28 / Nov / 2021, 03:02

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão



Membros
Estatisticas
  • Total de Mensagens: 18733
  • Total de Tópicos: 4285
  • Online Hoje: 135
  • Online Total: 996
  • (12 / Dez / 2019, 21:06)
Utilizadores Online
Membros: 0
Visitantes: 130
Total: 130
130 Visitantes, 0 Membros

Autor Tópico: Errei! Afinal os SSD têm morte súbita.  (Lida 4192 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline José Costa

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 3,822
Errei! Afinal os SSD têm morte súbita.
« em: 25 / Mai / 2012, 10:57 »
Boas.
Porque a informática tem destas coisas, o que é hoje verdade pode ser mentira amanhã e vice-versa...

À uns largos meses atrás escrevi em resposta a um tópico que, e cito "Os SSDs não são sinónimo de "morte súbita", isso é um mito".

Esta informação, à data, estava certa tanto quanto sabia. O assunto era tema de discussão nos ambientes TI, e apesar de circular esta informação pelo meios técnicos, não existiam estudos suficientes para se poder afirmar que tal era verdade. Uns rumores aqui e ali, umas constataçôes num e noutro sitio, mas nada de concreto. E munido de tais dados, fiz a afirmação que fiz. Mas as cheias na Tailândia vieram mudar a ordem das coisas.

Derivado às cheias que ocorreram à meses na Tailândia, e que fizeram com que a falta de discos rigidos fosse escassa no mercado mundial (a Tailândia era o maior país productor de discos rigidos), aliádo ão forte aumento que os mesmos tiveram - o preço por GB aumentou em 100% no mercado, apesar de à saida da fábrica o aumento ser de apenas 28% em relação ãos preços anteriormente praticados - estes factos fizeram com que a venda de discos SSD aumentasse consideravelmente. Esta procura e dependencia por armazenamento fizeram com que mais estudos fossem feitos ãos discos SSD, contribuindo para uma melhor compreensão e esclarecimento sobre a fiabilidade dos SSD.

Hoje é reconhecido pelos vários estudos já feitos, e apoiádo pelas várias empresas de recuperação de dados pelo mundo fora, que os discos SSD sofrem da chamada "morte súbita". O disco deixa simplesmente de funcionar, de uma hora para a outra, sem qualquer aviso. Nos discos rigidos convencionais, os mesmos muitas vezes dão sinais de avaria eminentes, quer pela função S.M.A.R.T, quer pelos ruidos anormais que os mesmos por vezes fazem. Um caso que não foi muito do conhecimento público mas que provocou algum embaraço à Apple, foi com os iMac vendidos com discos SSD. Alguns centros de assistência técnica na França viram disparar os pedidos de assistência dentro da garantia, por motivo de avaria dos SSD. Na Rússia também algumas empresas de recuperação de dados tiveram um forte aumento com este tipo de discos, proveniente dos iMac.

Confirma-se assim a chamáda "morte súbita", mas relativamente a um maior ou menor grau de fiabilidade dos discos SSD vs mecánicos, ainda não existem dados concretos. Os discos SSD têm vantagens e inconvenientes como qualquer outro dispositivo, mas não estão ainda à tempo suficiente no mercado para se apurar com exactidão da sua fiabilidade frente ãos discos rigidos convencionais. Seja como fôr, prevenção é o melhor remédio, sendo o backup o caminho.
Boas.
« Última modificação: 26 / Mai / 2012, 00:00 por Jose Costa »
O profissional inovador não segue a multidão. Ele tem lucidez para remar contra a maré e não se importa em ser taxado como "um estranho no ninho". - Luiz Roberto Carnier

Offline AC

  • Sup. Téc. Fórum
  • *
  • Mensagens: 2,289
Re: Errei!
« Responder #1 em: 25 / Mai / 2012, 18:39 »
Estou mesmo em crer que, em condições de uso normais, o unico tipo de morte que os SSD poderam sofrer é mesmo morte subita!

Os outros ainda têm o S.M.A.R.T. que se frequentemente monitorizado, pode ser uma excelente ferramenta para antecipar a substituição dos discos antes da sua falha.
Eu tenho uma máquina que funciona 24h por dia, todos os dias, (uso-a como servidor NAS, Servidor WEB de testes, e mais umas coisitas...) e pelo menos uma vez por semana consulto os registos S.M.A.R.T (que aliás, o software  utilizado o FreeNAS, envia por e_mail ao ritmo que for configurado).

Uma sugestão José Costa: que tal alterar o titulo para  Errei! Afinal os SSD tambem têm morte subita. Apenas porque torma mais fácil a pesquisa a quem procurar algo sobre SSD
A quem não quer ver, nem a mais intensa luz ilumina!

Offline MPPais

  • Membro Gold
  • *****
  • Mensagens: 2,169
Re: Errei! Afinal os SSD têm morte súbita.
« Responder #2 em: 20 / Mar / 2019, 18:46 »
Sete anos estão decorridos sobre esta notícia. Felizmente que a situação já não é como descrita. É evidente que a escolha modelos e marcas é fator decisivo.
Tenho um Samsung, entre outros, vários anos são decorridos sobre a sua aquisição e até esta data nunca me deu problemas. è evidente que um SSD exige cuidados e procedimentos diferentes dos que se utilizam com um disco tradicional, existindo programas diversos para a sua manutenção que não tem incidência física.