www.grupeer.com

Olá, Visitante. Por favor Entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
27 / Jun / 2019, 01:33

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão


www.grupeer.com



Membros
Estatisticas
  • Total de Mensagens: 18120
  • Total de Tópicos: 3944
  • Online Hoje: 139
  • Online Total: 346
  • (09 / Mai / 2019, 12:25)
Utilizadores Online
Membros: 0
Visitantes: 122
Total: 122
122 Visitantes, 0 Membros

Autor [EN] [ES] [IT] [DE] [FR] [NL] [RU] Tópico: Iluminação - Dicas  (Lida 1961 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline José Costa

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 3,822
Iluminação - Dicas
« em: 06 / Set / 2012, 22:49 »
Iluminação - Dicas

Sem luz, não existe imagem. E até o sistema utilizado em algumas câmeras de consumo da Sony, o NightShot, capaz de gravar vídeo na ausência total de luz, até esse sistema se socorre da luz. Numa faixa do espectro não visível ão olho humano, mas que não deixa de ser luz, até certa forma.

Pelo que nada melhor que saber como utilizar a luz para melhorar as nossas imagens.

Alguns conselhos:

Sub-exponha ligeiramente a imagem: isto vai permitir manter os detalhes. Uns dos grandes problemas das câmeras digitais (seja de vídeo ou de fotografia) é o facto de terem uma faixa dinâmica bastante inferior á do olho humano. Sendo actualmente o negativo o “sistema” com a maior latitude de exposição, mas ficando mesmo assim aquém do olho humano, e sendo os sensores das câmeras digitais ainda inferiores ão negativo neste requisito, uma imagem um pouco sub-exposta pode ser recuperada, se tal for necessário, mas uma sobre-exposta já não se pode. Uma imagem sobre-exposta elimina por completo os detalhes num qualquer objecto ou pessoa. Um exemplo, para os profissionais das reportagens BBC (Bodas, Baptizados e Casamentos) são os bordados nos vestidos brancos das noivas: se sobre-expostos, perdem-se por completo as nuances e pormenores dos mesmos. O ideal é uma imagem correctamente exposta, mas na dúvida, sub-exposta.

Use Filtros ND: os filtros de densidade neutra têm como função reduzir a luz que atinge os sensores das câmeras, sem que no entanto isto afecte a cor ou qualidade da imagem. Diminuindo a luz, pode-se controlar a abertura na lente (f-stop), permitindo assim definirmos a profundidade de campo que pretendemos. A utilização do Shutter Speed é uma das formas de controlar a luz, mas não é a mais apropriada nem a mais correcta para a maioria das situações.

Para se começar a ver aqueles céus azuis que tanto nos agrada nos trabalhos profissionais, em vez dos céus brancos, os filtros ND ajudam a reduzir o excesso da exposição, ou sobre-exposição.

Não confie no view finder ou no LCD: a maioria das pessoas baseia as suas decisões em função daquilo que vê no view finder ou no LCD da câmera. É indiscutível o valor de ambos, a facilidade que proporcionam ão se poder observar imediatamente o que se está a gravar, mas não são a melhor forma de se avaliar a exposição da imagem. É por esta razão que as câmeras profissionais incluem nas suas características funções de medição da exposição, seja a zebra ou o histograma. Algumas câmeras incluem mesmo o monitor de forma de onda.

As máquinas fotográficas trazem o histograma, e talvez por isso, cada vez mais são os profissionais que se habituaram a ler o mesmo nas câmeras de vídeo. Mas o histograma não substitui a zebra, que ainda continua a ser a melhor forma de se avaliar a exposição de uma imagem.

Balanço de Brancos: a luz muda ão longo do dia, e a sua temperatura de cor também, pelo que um correcto balanceamento do branco se torna necessário. Muitas das câmeras mais recentes permitem seleccionar manualmente a temperatura de cor, através do menu. Isto permite que se possa, de uma maneira criativa, “aquecer” ou “arrefecer” o look da imagem. Apesar desta possibilidade, é preferível fazer isto na pós-produção. A gradação de cor é um processo muito mais fácil e seguro de se fazer – e que pode ser desfeito ou refeito a qualquer momento – se as imagens originais forem gravadas com os parâmetros correctos da temperatura de cor.


Não execute Pans rápidos: a maioria das câmeras têm sensores CMOS, em detrimento dos anteriores sensores CCD.  Os sensores de tecnologia CMOS são muito mais fáceis de construir e mais baratos, mas acarretam alguns problemas, como o conhecido Jello Effect – uma distorção na imagem quando se executa uma panorâmica rápida. Se a câmera utiliza um destes sensores CMOS, o melhor mesmo é não fazer nenhuma panorâmica, ou então fazer a mesma muito lentamente. De notar que este problema do Jello Effect só afecta os sensores CMOS, sensores CCD não sofrem deste problema.

Maior sensibilidade: as câmeras de vídeo digitais e DSLR são cada vez mais sensíveis.  Isto significa que cada vez mais se precisa de menos iluminação para se conseguir gravar ou fotografar. No entanto, a gravação das imagens em áreas mal iluminadas não é de  todo aconselhável. Imagem é luz e sem uma iluminação decente não se consegue uma imagem decente. A falta de iluminação obriga á utilização de grandes aberturas na lente, que têm como resultado a menor profundidade de campo, que contribui fortemente para a maior propensão para o desfoque, no caso da pessoa ou objecto se mover. Existem situaçôes em que a pouca profundidade de campo é benéfica, mas em trabalhos de reportagem, em que pouco ou nenhum controle se tem sobre a situação, a maior profundidade de campo é preferivel, pela garantia de focagem que proporciona. Além do mais, a iluminação natural e/ou artificial pode ser usada de uma forma mais criativa durante as gravaçôes, se ela existir em abundância

Como um User dizia por aqui:
Aproveitem bem a luz!

by José Costa


Como de costume, você é convidado a debater o assunto no fórum.

« Última modificação: 11 / Mar / 2013, 00:21 por AC »
O profissional inovador não segue a multidão. Ele tem lucidez para remar contra a maré e não se importa em ser taxado como "um estranho no ninho". - Luiz Roberto Carnier

PortugalVideo - Fórum

Iluminação - Dicas
« em: 06 / Set / 2012, 22:49 »
www.grupeer.com


 

www.grupeer.com