www.grupeer.com

Olá, Visitante. Por favor Entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?
22 / Mar / 2019, 14:24

Entrar com nome de utilizador, password e duração da sessão


www.grupeer.com



Membros
  • Total de Membros: 660
  • Ultima: helnina
Estatisticas
  • Total de Mensagens: 18056
  • Total de Tópicos: 3914
  • Online Hoje: 103
  • Online Total: 258
  • (04 / Ago / 2012, 01:11)
Utilizadores Online
Membros: 0
Visitantes: 92
Total: 92
92 Visitantes, 0 Membros

Autor [EN] [ES] [IT] [DE] [FR] [NL] [RU] Tópico: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado  (Lida 10584 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Barros

  • Frequênte
  • *
  • Mensagens: 13
Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« em: 08 / Mai / 2013, 23:33 »
Boas
Alguém me sabe dizer quanto devo cobrar pela edição de videos de casamentos e baptizados?

Offline Carlos Ribeiro

  • Residente
  • *
  • Mensagens: 190
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #1 em: 09 / Mai / 2013, 00:16 »
Boa noite.
Nesse tipo e reportagens posso cobrar entre 300€ e 1000€ ou até mais.
Tudo depende do cliente. O tipo de trabalho que quer.
A partilha de conhecimento não deve ser só uma utopia!

PortugalVideo - Fórum

Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #1 em: 09 / Mai / 2013, 00:16 »
www.grupeer.com


Offline LG

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 844
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #2 em: 09 / Mai / 2013, 12:26 »
Demora muitas horas, não faz em menos de 3 dias, digo eu

Offline Vitor

  • Frequênte
  • *
  • Mensagens: 24
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #3 em: 09 / Mai / 2013, 13:28 »
Boa tarde
Ó Carlos Ribeiro, o preço que você menciona não deve ser só para a edição. Deve ser para a filmagem e edição. O que o Barros quer saber é o preço só da edição. Eu costumo cobrar 80€ para edição de casamentos e 70€ para baptizados e comunhões.
Cumps

Offline aaquelhas

  • Frequênte
  • *
  • Mensagens: 11
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #4 em: 11 / Mai / 2013, 10:02 »
Tenta fazer preços baratos. As pessoas vão gostar e recomendar-te, e aí podes começar a aumentar os preços.

Offline José Costa

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 3,822
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #5 em: 12 / Mai / 2013, 05:28 »
Boas.
É por práticas como esta que o mercado está como está. Fazer um bom trabalho em video não é o mesmo que fazer sapatos numa fábrica. Mas até os fabricantes já descobriram que a maneira de ganhar dinheiro não é fazer barato, mas sim fazer um bom producto e cobrar um valor justo pelo trabalho.

Péssima ideia pensar que pelo barato se conquista qualidade, reputação e respeito do cliente. Mas é apenas a minha opinião. Existe cliente (e fornecedor) para tudo. Boas.
O profissional inovador não segue a multidão. Ele tem lucidez para remar contra a maré e não se importa em ser taxado como "um estranho no ninho". - Luiz Roberto Carnier

Offline Diamantino simão

  • Efectivo
  • *
  • Mensagens: 357
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #6 em: 12 / Mai / 2013, 13:26 »
Para cobrar 80€ pela edição de um casamento e 70 por um baptizado, prefiro estar a dormir e vender o material, assim está o mercado.

Offline rui ressurreição

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 682
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #7 em: 12 / Mai / 2013, 23:35 »
Se um explicador leva no mínimo 10 euros por hora, e sabendo que a edição dum casamento demora em média entre 15-30 horas , é só fazer as contas...no mínimo 150 euros, que é tb qt pagam a um operador de vídeocamera para filmar um evento tipo casamentos e batizados...concordo com o JOSÉ COSTA.
Sei que há muitos fotógrafos que pagam 150 euros a um repórter (este tem de trazer camcorder e cassetes ou cartões e muitas vezes pagar telefonemas e viagens)+ 75 euros ao editor, o que soma 225 euros...depois vendem o vídeo por 450-600 euros+ as cópias extra que forem pedidas...dá para pensar...não alinho nesses esquemas...a pagar a 75 euros por 15 horas de trabalho dá 5eur/h...se forem 30 horas dá 2,5 eur/h...mas cada um é que sabe da sua vida...devemos fazer bons trabalhos e bem pagos.BOAS.
« Última modificação: 12 / Mai / 2013, 23:38 por rui ressurreição »

Offline António Cristo

  • GRAVAÇÃO/EDIÇÃO Imagem & Som
  • Efectivo
  • *
  • Mensagens: 467
  • Show Time Fox
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #8 em: 13 / Mai / 2013, 04:46 »
Não podemos estar a falar de profissionais de vídeo.
Há! E mesmo não pagando impostos estes valores são ridículos, de certeza que a energia eléctrica, o sistema para operar o software e o almoço são de borla (só se for o nome de uma loja)....

Não é possível, nesta versão ganha-se mais a lavar escadas.
 

PortugalVideo - Fórum

Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #8 em: 13 / Mai / 2013, 04:46 »
www.grupeer.com


Offline Carlos Ribeiro

  • Residente
  • *
  • Mensagens: 190
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #9 em: 13 / Mai / 2013, 12:43 »
Boa tarde!

"Vitor"
O meu preço é esse e acredito que qualquer outro profissional que faça a montagem (edição) de um vídeo de casamento/baptizado/evento, cobra dentro dos valores que falei.

Quanto tempo demora o Vitor a montar um vídeo de casamento?

No meu caso demoro entre 3 a 10 dias, dependendo do volume de ficheiros/clipes de vídeo que tenho que visionar. Não começo nenhum trabalho sem os ver, pelo menos uma vez, todas as imagens. Este processo demora no mínimo meia manhã de trabalho.

Depois da montagem finalizada, há que ver se é necessário fazer correcção de cor (mais ou menos é sempre necessário, depende do operador de imagem).

Todo este processo, apenas para a montagem. Não vou entrar na parte do Authuring que se for simples demora muito pouco tempo, se for mais dedicado, demora mais tempo.

Tempo é dinheiro.

"aaquelhas"
Preços baratos é para serviço não profissional, preços adequados é para serviços profissionais.

"José Costa" e "Diamentino Simão"
Subscrevo o que disseram.

"Rui Ressurreição"
Concordo plenamente com as suas contas.
São contas que já fiz e faço, sempre que me pedem um trabalho.

"António Cristo"
Qualquer pessoa que trabalhe na limpeza (cito-o "limpar escadas") ganha por dia +/- 40€ e não tem gastos a não ser a deslocação para o local.

P.S. Se todos remarem para o mesmo lado mais rápido se chega a bom-porto.

Cumprimentos
« Última modificação: 13 / Mai / 2013, 12:46 por Carlos Ribeiro »
A partilha de conhecimento não deve ser só uma utopia!

Offline José Costa

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 3,822
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #10 em: 23 / Mai / 2013, 13:55 »
Boas.
Nesta altura tenho que discordar com algumas observaçôes/comentários feitos.

O Zé Manel que tem um emprego de Segunda a Sexta na fábrica de sapatos, e que ãos fins-de-semana faz um casamentos para ganhar mais uns cobres, pode-se dar ão luxo - e o termo é este mesmo, dar-se ão luxo - de cobrar o valor que bem entender pelos seus serviços, independentemente de ser uma valor justo ão não pelo seu trabalho. Se alguém aceitar, é mais algum que entra, se não, também não faz mal, que o ordenado ão fim do mês está sempre garantido.

Agora o Quim Manel, esse que tem como profissão a edição de video a tempo integral, que tem a sua fonte de rendimento proveniente da edição de video, esse já tem de dançar um pouco ão sabor da música, pois ou alinha ou não dança, que é como quem diz, não ganha dinheiro.

Citado: "O meu preço é esse e acredito que qualquer outro profissional que faça a montagem (edição) de um vídeo de casamento/baptizado/evento, cobra dentro dos valores que falei."

e anteriormente foi citado:

"posso cobrar entre 300€ e 1000€ ou até mais."

Não vou questionar os valores mencionados, se é muito ou pouco, se é um valor justo ou "exploratório" - mas vou discordar da afirmação. Tenho muita dificuldade em acreditar que um profissional, que se movimenta nestas coisas da edição de video de casamentos e afins, cobre 300 euros ou mais por uma edição. Não é essa a visão (conhecimento) que eu tenho de Norte a Sul do País, e pelo que eu sei, em Lisboa ainda está pior que no Porto. Os valores cobrados, e estou a falar apenas de edição - não de gravação de imagem - estão muito abaixo desse valor.

Quem faz a gravação e edição das suas próprias imagens, para o cliente final (noivos, leia-se), até pode afirmar cobrar esse valor por uma edição, mas fica meio dificil "afirmar ou provar" algo, uma vez que não faz só a edição, não trabalha em edição para outros profissionais, apenas edita o seu próprio trabalho. Mas quem faz a edição de video para outros profissionais, de certeza que não cobra esses valores, pela simples razão de que o mercado não paga. Poderá haver um caso ou outro de "sucesso", mas não será garantidamente a generalidade dos casos. De mais a mais, números são números, mas os números que interessam não são os valores cobrados, mas quantos são os trabalhos em que são cobrados esses valores, se o nº de trabalhos é suficiente como fonte integral de rendimentos.

Quando temos no mercado certos "profissionais" (a executar trabalhos para outros profissionais) a cobrar valores baixos pela edição, isso obriga a que os verdadeiros profissionais tenham que eles próprios baixar um pouco os valores cobrados, sob pena de não terem trabalho. É que muitas vezes, senão todas, quem paga não quer saber de qualidade, quer saber de preço. Tanto mais que o trabalho final não é para eles, mas sim para o cliente. E quanto mais barato pagarem por um serviço, mais ganham cobrando ão cliente.

Sobre o valor (70-80 euros) antes mencionado, não conheço o trabalho. Já vi ediçôes em que 50 euros era bem pago, pelo que 70-80 é bem acima. Não quero com isto dizer que é uma valor justo, ou que o trabalho é bem ou mal feito. Para me pronunciar acerca do valor, preciso de ver, e eu não vi nada. Agora, que eu me recuso a fazer uma edição por esse valor, recuso. Entendo que o meu trabalho vale bem mais que isso, e perco tempo demais numa edição. Trabalhar para aquecer, ligo o aquecedor e fico em casa. Mas isto sou eu, que gosto (e posso) me dar a estes "luxos". Mas se quem o faz considera um valor justo, tendo em atenção as despesas e o tempo "perdido", então não sou eu que vou criticar o valor. Mas custa-me a acreditar que seja um valor justo, por muito básica que seja a edição. De certeza que uma empregada doméstica ganha muito mais no mesmo nº de horas. Mas não faço juizos sobre o valor cobrado em função do tipo de trabalho, pois não conheço.

Agora, "Tenta fazer preços baratos. As pessoas vão gostar e recomendar-te, e aí podes começar a aumentar os preços."

Não são politicas como esta que dignificam o nosso trabalho. Tempo é dinheiro, e o tempo tem de ser pago. E se todos cobrasem valores justos pelo seu trabalho, em vez de andarem a trabalhar de "graça", não teriamos a droga de mercado que temos hoje: maus trabalhos, maus profissionais, pouca motivação para fazer melhor, mal vistos pelos potenciais clientes. Edição de video é uma arte, uma profissão, e como profissão que é, deve ser justamente renumerada. Em vez disso, temos certas pessoas que, a troco de mais uns cobres no seu rendimento, andam por aí a fazer maus trabalhos e a cobrar valores irrisórios pelo seu tempo. Numa frase, não dão valor ão seu tempo e deixam-se explorar por uns tostôes (ou cêntimos), como preferirem.

Há muita gente que baixa as calças, e muitos parecem gostar, e á outros que baixam por força das circunstâncias. Até onde baixar as calças depende de cada um avaliar, mas eu, cá por mim, gosto de apenas as desapertar e manter as mesmas na cintura. Valorizar o trabalho compete a cada um fazer, e eu gosto de valorizar o meu trabalho... e o meu tempo. Boas.
O profissional inovador não segue a multidão. Ele tem lucidez para remar contra a maré e não se importa em ser taxado como "um estranho no ninho". - Luiz Roberto Carnier

Offline hugo pinto

  • Frequênte
  • *
  • Mensagens: 26
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #11 em: 23 / Mai / 2013, 21:50 »
Realmente toda a gente tem razão quanto aos preços, mas eu ponho uma pergunta será que o cliente aceita os preços?  Eu desde já digo que não, neste momento o cliente quer bom, barato e rápido e digo mais se for de borla melhor ainda.

Mas eu não trabalho de borla, querem uma edição pagam como está estabelecido na tabela, querem uma filmagem com tudo e mais alguma coisa abram os bolsos.

Eu sei que é bonito dizer isto... mas esquecem-se de uma coisa os para-quedistas que ai andam a dar cabo do mercado, os vigaristas que contratam e não pagam.

A logica é esta não andei a estudar e a investir em equipamento para sobrevalorizar o meu trabalho e as tantas passa-se o mesmo com vários colegas daqui. Agora aqueles que vem para aqui perguntar preços por terem uma câmara pro e julgam que são capazes de fazer BBC's primeiro comam sopinha e aprendam e evoluam e depois façam os preços que quiserem mas não venham para aqui arrebentar o mercado.

para finalizar a minha câmara não sai de casa por menos 100€

Offline rui ressurreição

  • Veterano
  • *****
  • Mensagens: 682
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #12 em: 24 / Mai / 2013, 18:35 »
no meu caso pessoal sou tentado a dizer que temos de por vários preços e vários produtos para podermos regular os mercados, e unirmo-nos todos entre nós...

por ex se for uma edição simples, com transições simples, cortes "suaves", o genérico final e inicial, música no meio e uma montagem limpa e agradável com uma boa narrativa=100 euros com uma cópia extra.

se for o pack anterior mais correção de cor sofisticada, efeitos no after effects, vários templates e gráficos animados em after effects ou programas do género=200 euros

se for o pack 2 + animação 3d + efeitos sofisticados de vídeo e audio+ animações em flash+ motion camera(slow and fast) , etc=300 euros ou mais, depende de muitos factores.

estes foram alguns exemplos de como poderíamos regular o mercado...acredito que muitos paraquedistas não passavam do nível 1...os principais erros que eu noto nessas edições, são a os desfoques, "queimados", movimentos aos trambolhões, e mau som...só aí podiam ir muitos à vida...depois no segundo nível só ficava um número reduzido que já não metia medo e, finalmente no terceiro nível, axo que só mesmo os bons ficavam e esses começavam a pensar se fazer um filme muito elaborado compensava o esforço de tanta aprendizagem, para o poderem vender por 50 ou menos euros e mesmo assim pagarem segurança social, etc...


estas são meras dicas que gostava que fossem discutidas e corrigidas.boas.

Offline Mário J.R. Matos

  • Visitante
  • Mensagens: 2
    • Biografia
Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #13 em: 01 / Jun / 2013, 12:16 »
Apesar de perceber o ponto de vista do aaquelhas não partilho do mesmo. É preferível iniciarmos a carreira através da participação em estágios não remunerados (embora eu seja acérrimo defensor do fim desta modalidade de trabalho gratuito) ou realizando alguns trabalhos a valores mais reduzidos para efeitos de portfolio (por exemplo, para amigos ou conhecidos) e posteriormente começar a abordagem profissional ao mercado com os melhores exemplos dessa fase inicial mas cobrando desde logo um valor justo pelas tarefas efectuadas.

Julgo que menos de €100 (+€20 para arquivo e, claro, +IVA) pela edição de vídeos de eventos é o mínimo dos mínimos, no entanto, tal dependerá do tipo de trabalho. Tomando um pacote-base por referência com edição de um clipe cinematográfico até 3/4 minutos + curta-metragem de edição simples até 45 minutos e menus interactivos de suporte (DVD ou Blu-ray), é impraticável, na minha opinião, realizar o trabalho por menos de €150 e já se está a ser bastante “simpático”. Neste caso, sendo a média de pós-produção deste tipo de trabalhos de entre dois a três dias, o preço/hora é muito inferior a €10/h, logo, o montante de €150 está completamente desajustado, especialmente tendo em conta que, como sublinhado pelo rui ressurreição, o cliente irá pagar mais de €450 por esse tal pacote base.

Feitas as contas aos impostos, trabalho do editor, equipamentos e programas de edição, até os €10/hora não compensa o trabalho, nem de longe nem de perto. Entre mão-de-obra, meios técnicos e de produção não é minimamente compensatória a quantia por hora e muito menos ainda quando incluído o factor criatividade. E sendo o trabalho de edição de vídeo uma disciplina artística – bem, dependendo do editor e do operador de câmara, obviamente – de gastos acrescidos, ganhar o mesmo que numa profissão não-especializada é simplesmente uma sentença de morte para o negócio, para já não falar de ser totalmente desmoralizante, o que é igualmente uma sentença de morte para o negócio (e não só…)

Efectivamente o mercado nacional está sem dúvida de má saúde mas, pegando na metáfora citada pelo José Costa, não é baixando as calças de um indivíduo com a barriga inchada que se resolve o problema. Há que aliviar um pouco a pressão, desapertando-as ligeiramente, e atacar a raiz da questão: criar a habituação do cliente pela qualidade/preço, ajustando os valores cobrados à realidade do mercado português sem menosprezar, desvalorizando, o trabalho do profissional, preferindo um cliente satisfeito e surpreendido pelo resultado final ao invés de muitos de trabalho único, pois é aquele primeiro que recomendará os serviços prestados a outros potenciais interessados que buscam a qualidade e não o preço mais baixo.

Vender barato implica vender muito e esperar pouco em retorno. Vender caro é o culminar da experiência e da qualidade. Mas para vender a preço justo basta vender bem.
« Última modificação: 01 / Out / 2014, 11:01 por Mário J.R. Matos »

PortugalVideo - Fórum

Re: Quanto cobrar por videos de casamento/baptizado
« Responder #13 em: 01 / Jun / 2013, 12:16 »
www.grupeer.com


 

www.grupeer.com